Língua Portuguesa, Literatura

O último dia

Hoje é o último dia antes de amanhã.
É para ser um trocadilho, mas é óbvio e verdade.
Hoje irá passar todo este momento em que se passa.
Ficará apenas na memória, não mudará o que se passou.

Às 23h59min, sim, no último minuto do tempo deste dia,
dos dias atuais, dos últimos dias até agora,
provavelmente eu esteja com muito sono
para correr e aproveitar a vida

Mas eu não preciso dar passo algum para o tempo passar.
Eu não preciso dar se quer algum passo para o dia acabar,
o tempo tem seu próprio passo e anda sozinho mas, com ele caminho
até que eu não mais resista passear ao seu lado.

Se passeio com passos no tempo passado perco o passo
Se penso em passear no futuro perfeito não vivo o passo
Se tento controlar o passo, o passo me controla.

Em cada passo, em passos do tempo, perco um pedaço.
Mas se passo por isso, é óbvio e verdade que
Hoje é o último dia antes do amanhã.

Sérgio Oliveira

Anúncios

1 thought on “O último dia”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s