Desenvolvimento

Lançamento: Ascmap para Linux

Ascmap para Linux

Após várias tentativas e desistências voltei a um antigo problema que eu tive quando estava tentando compilar este programa no Linux e em 30 minutos consegui resolver o que tentava por horas a alguns anos atrás. O Ascmap foi um programa que eu tinha escrito quando estava aprendendo Linguagem C, bem lá no início, enquanto nas aulas tinham aqueles exercícios bobos, em casa eu tentava fazer algo mais elaborado, colorido, mesmo em modo texto, já que não sabia fazer telas para Windows ainda.

Não foi muito difícil, é um programa simples, mas o grande problema veio quando fui tentar compilá-lo para que ele rodasse no Linux, pronto! O desafio tinha ficado grande, não por não conhecer o Linux, afinal nem precisava, bastava saber compilar, o desafio era tal biblioteca que eu havia usado no Windows, ela não existia no Linux, não era padrão ANSI, então passei um bocado de tempo desenvolvendo a conio.h para Linux.

GCC (GNU C Compiler) é padrão ANSI C e por isso não reconhecia a biblioteca conio.h que era da Borland, na época usávamos o Turbo C++ 3, então estudei quase tudo de Linguagem C nele, a ajuda dele era maravilhosa, não precisava de mais nada, era só apertar F1 e tava tudo ali.

Depois de um tempo atualizaram as máquinas e a partir do segundo semestre tudo mudou! Sim não tinha mais Turbo C++, agora era DevC++, interface em Windows, bonita, MAS, sem qualquer ajuda da linguagem pela IDE, isto é, DevC++ não vinha com ajuda para Linguagem só para a IDE. Além disso adeus debug , o debug do Turbo era ótimo , dava pra ver tudo que o programa fazia, monitorava cada pedacinho, no DevC++ pode esquecer o debug travava demais, nunca consegui ele funcionar direito como no Turbo C, mas o DevC++ é uma boa IDE, usa o compilador Mingwc, que tem embutido o GCC, o mesmo do Linux.

Bom, mas a aventura do Ascmap começou quando tentei usar a biblioteca ncurses do Linux, que é parecida com a conio.h, mas além de eu ter que ter um código do Ascmap para Windows e um para Linux, justo a distribuição que eu instalei, não tinha a ncurses, somente a parte ANSI C do GCC.

Após tudo arrumado vi que a ncurses fazia um montão de coisas a mais que a conio, ela é bem completa, mas como queria algo simples e ter o mesmo código para Windows e Linux, então entrei numa jornada para conseguir construir uma conio, assim era só trocar o arquivo conio.h e o código do ascmap ficava intácto, as funções clrscr() e texcolor() foram bem fáceis para transferir, usando a bilioteca stdlib  e a função System() foi possível criar uma função void clrscr(){ System(“cls”); }para Windows e void clrscr(){System(“clear”);} para o Linux.  O grande problema de tudo foi  a função gotoxy();

Este teste será revisado e aumentando, portanto, CONTINUA…

O Ascmap Linux será liberado para download dia 20 às 00h01min no site http://shdo.com.br/softwares/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s